quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Capítulo Vigésimo Terceiro: O LIVRO DE OURO DE SAINT GERMAIN


O Livro de Ouro de Saint Germain
Capítulo Vigésimo Terceiro

Preparação da Páscoa
(pelo Mestre Ascensionado Jesus)

Quando eu atuava na Judéia, falava com a autoridade da Presença “Eu Sou”, reconhecendo-A como o único Poder e Inteligência atuando ou que podia atuar. Eu estava consciente da atividade exterior das mentes, na humanidade que me rodeava, porém, como já disse, foi somente quando comecei a usar a afirmação “EU SOU A RESSURREIÇÃO E A VIDA”, é que se revelou completamente a plenitude de Minha missão e a torna de cumpri-la. Dentro de vós está a mesma Presença ‘Eu Sou que Eu usei para aperfeiçoar o que a humanidade nesse momento crê como milagres. Este é o ponto que quero firmar hoje para vós. Asseguro que Eu estava apenas fazendo atuar as Leis Cósmicas que sempre vos rodeiam e esperam ser postas em atividade por meio de vossa direção consciente.
O erro que cometem os estudantes e que retarda seu adiantamento é o sentir que estão representando algo falso ao declarar urna perfeição que eles não veem, ainda manifestada em sua aparência ou atividade. Digo sinceramente, de acordo com minha própria experiência, que temos que admitir a Única Presença, Inteligência e Poder e logo apropriarmo-nos Dela, reclamaria como nossa em cada pensamento e atividade.
É a única forma em que esta Magna Perfeição pode ser incorporada na plenitude de nosso uso e até em nossa aparência exterior. O fato de que essa perfeição, aparentemente não se manifesta, não vos deve impedir de aplicá-la e reclamá-la como vossa, já que qualquer um que tenha mediana inteligência pode compreender que a energia e o princípio vital que está usando, é DEUS, a Magna Presença EU SOU”: por conseguinte, essa Presença, seu Poder e Energia, são sempre auto-mantidas.
Ao reclamar esta Grande Presença e sua atividade, estais impulsionando-a conscientemente em vossa vida, vossa casa, vosso mundo e em vossos assuntos. Hoje, também, como no tempo de Meu Ministério, a luta econômica aparenta ser o peso maior e, todavia, ao alcance de vossos esforços conscientes, habilitados como estais a manipular a grande energia, substância e opulência que vos rodela, tendes o necessário para atrair a vás essa maravilhosa e sempre presente opulência de Deus.
Quando vós dizeis “Eu Sou” estais incitando à ação aquilo que preenche vossos pedidos conscientes. Uma das primeiras coisas que se aclararam em minha consciência, foi o meu poder natural (e de todos) de qualificar a energia, de dirigi-la conscientemente a que produza qualquer coisa que a necessidade ordene; tudo isso tem que ser reclamado, ordenado com o esforço determinado e consciente que sabe estar nesta ordem a Presença Eu Sou” falando e atuando. Portanto, Ela tem todo poder e autoridade para revestir a ordem dada pela consciência do indivíduo.
Na consciência de que vos sois a Presença ‘Eu Sou atuando sempre, já podeis saber que sois, no próprio momento de reconhecimento, um invencível ímã de atração que obriga a cada atividade no Universo a vir a vós para cumprir a ordem. A única razão que faz aparentar isso não ser verdade, é que, em alguma parte de vossa consciência, há uma sensação de incerteza sobre vossa habilidade, de autoridade, ou melhor, do Poder de atuar da Presença. Porém, Eu vos asseguro que É um prazer revelar-vos estas sensíveis Leis que são grandes e invencíveis em sua atividade e Que vos darão o domínio e a liberdade sobre todas as coisas que pareçam montanhas de obstrução em vosso caminho.
À medida em que continueis acenando e usando estas Leis, percebereis que estais obtendo domínio sobre os Quatro Elementos: Fogo, Ar, Água, Terra.
Quando vos fizerdes conscientes da Chama de vossa Divindade” estareis atuando do mais alto dos quatro elementos, o Fogo, que é a Verdadeira Atividade do Espírito. Assim como a atividade consciente está para o inconsciente, assim é o uso consciente da Chama com respeito ao conhecimento da Luz. O elemento natural de vossa Alma é a Chama.
Quando uma pessoa se faz consciente de que pode usar e dirigir esta Chama Consumidora, entrou no Magno Poder. Quando se tem conhecimento de possuir o domínio dos quatro elementos, apenas se terá de empregar esses ensinamentos para praticar o seu uso, a fim de que venha a trazê-los à consciência de que poderá dirigir o Raio, dominar a tempestade.
Controlar as águas e caminhar dentro do fogo sem receber dano algum. Como quereis vós que se possa usar algo antes de tê-lo conhecido e sem saber que se tem habilidade para colocá-lo a seu serviço? Pela prática de seu uso, uma pessoa se torna absolutamente invencível em seu manejo. Eu desejo, enfaticamente, esclarecer que vos estão sendo dadas exatamente as Leis que Eu usei e que todos aqueles que chegam ao estado ascensionado têm que usar. Tudo é uma questão de uso, uma vez que vós conheceis estas leis e que a Presença ‘Eu Sou’ que sois atua com toda a Inteligência, Poder e Autoridade para dirigir conscientemente a energia da atividade de vossa mente. Logo, não temais usá-la para curar, prosperar, abençoar e iluminar a vosso próximo. Apagai para sempre da vossa mente algum egoísmo em vosso reconhecimento consciente de que a Presença ‘Eu Sou" vos dirige e está atuando. Não importa o que necessitais externamente para vosso êxito, desde que vos tornais mais aptos em reconhecer vosso poder para abençoar. Logo, não vedes que não pode existir egoísmo no desejo de conseguir maior habilidade e perfeição?
Esperar que outra pessoa se adiante para vos ajudar, é um grande erro. É verdade que ninguém pode crescer por outro, porém, podereis ser-lhe de imenso auxilio, declarando com intensidade: “Eu Sou’ a Única Presença, Inteligência atuando dentro daquele indivíduo”. Isto pode ser qualificado com qualquer coisa de que a pessoa mais pareça necessitar.
O primeiro dever de todo indivíduo é amar e adorar a única e Magna Presença “Eu Sou que está presente em todas as partes. Vede vós como nisto há um privilégio muito satisfatório de amar a vosso inimigo ao dizerdes “Eu Sou a única Presença e atividade atuando ali’, porque, se a ignorância de sua mente externa criou desordem, dor e limitação, vós sabeis que essa criação não tem poder próprio. Nada há que a sustente, a não ser a crença errônea do indivíduo que a criou. Por conseguinte, não tem poder auto-sustentador. Se tendes a desgraça de criar desarmonia, desordem, limitação, não vede vós que só através do poder da Presença “Eu Sou”, a chama Consumidora (chamando conscientemente a Lei do Perdão), podeis consumir por meio desta Chama Vital tudo o que criastes erradamente em vosso mundo? Isto vos esclarece como podeis limpar vosso mundo da desordem e das criações erradas. Então, apresentar-vos-ei em forma de Sol, Luz da Vida Eterna, juventude, beleza e opulência, sustentando em vossa mão o cetro do Poder da Presença “Eu Sou”, que sois vós mesmos, para uso instantâneo. Quando quiserdes falar com autoridade silenciosamente a outro ser, dizei seu nome e verificareis que a ajuda, a energia que lhe enviais será muito mais facilmente recebida. E como chamar a atenção de alguém com quem quereis falar. Logo dai a mensagem. E a forma de enviar energia. Podeis assim falar a alguém no outro lado da Terra, como se estivesse no mesmo quarto.
Porém se alguém pretende usar este conhecimento para prejudicar o outro, o bólido eletrônico transpassará seu próprio corpo com a intenção que foi enviada. Não vacileis, amados filhos. Usai este Cetro de vosso poder e domínio para remediar, abençoar, prosperar e iluminar, e vereis todas as coisas humanas acorrendo para cumprir vosso mais mínimo desejo.

Fim do capítulo 23





Postar um comentário