sexta-feira, 16 de junho de 2017

Owen K Waters: QUANDO A TERRA ERA PLANA.


Quando a Terra Era Plana.
Owen K Waters
15/06/2017

As crenças mudam ao longo do tempo. Nos dias em que a Terra era plana, a vida era muito mais simples.

Vamos encarar isso, quem poderia ter imaginado que o mundo seria tudo menos plano? Se alguém conhecesse a ideia de que a Terra era redonda, então, obviamente, aqueles que estavam no lado de baixo do mundo estariam de cabeça para baixo, e eles cairiam!

Naqueles dias, a população era muito menor. As agricultoras e os pescadores não sabiam ler ou escrever, mas sabiam regatear o preço no mercado de rua e os comerciantes sabiam o suficiente para poder dar o troco certo quando recebiam uma grande moeda para uma pequena compra.

Hoje, a educação governamental produz filhos que, talvez, não consigam mudar, mas sabem ler e escrever e são treinados a acreditar que suas vidas serão protegidas e governadas do berço ao túmulo por burocratas gentis e amorosos.

Nos dias simples, quando a terra era plana, os sacerdotes e os governantes decidiam o que as pessoas deveriam aprender. Sendo um mundo patriarcal, Deus, o Criador, nos foi apresentado como uma figura paterna, humana, mas poderosa. A Ele também foi dado o mal humor humano, de modo que as pessoas teriam medo de se desviar do controle dos sacerdotes.

Quando uma reunião de bispos se reuniu no ano 325 dC, para discutir sobre qual deveria ser a filosofia unificada da nova e crescente igreja cristã, eles concordaram em incluir o conceito da Trindade do Criador, mas com modificações. Eles queriam que Jesus fosse firmemente estabelecido como o único e exclusivo filho de Deus. E afinal, eles fizeram isto. Eles estavam em competição com a mesma reivindicação proveniente de uma sucessão de imperadores romanos.

Para inserir Jesus na Trindade Criativa, ele teria que assumir a posição número três, uma vez que as posições um e dois seriam, como em todas as filosofias religiosas, os aspectos masculino e feminino do Criador. Mas espere, os patriarcas não queriam os direitos iguais para uma mulher, mesmo que fosse o deus da mãe, então ela ficou em terceiro lugar. Isso criou espaço para Jesus ao lado do Pai.

Além disso, esse aspecto materno de Deus - o espírito de Amor que permeia O Universo - foi renomeado confusamente como o Espírito Santo e, em seguida, quase nunca mais mencionado, apenas para se certificarem de que ninguém jamais perguntaria por Ela.

Isso funcionou durante muitos séculos, enquanto a maioria das pessoas não era educada, tipos de trabalhadores sem pensamentos. Até agora. Todo o conceito que nos foi ensinado de Deus é questionável.

Vamos mudar para um Criador que seja igual à parte de Deus Pai e Deus Mãe, ou vamos abandonar todo o paradigma parental e avançar para um Espírito Universal mais realista?

Afinal, o Criador deve ser maior que Sua criação, e O Universo está começando a parecer muito grande.

Ou, poderíamos ir além do além, e nos perguntar O Que Criou O Criador? [A resposta virá em breve ...]

Owen K Waters

Website: Metaphysical Mysteries Revealed
http://www.metmys.com/
Traduzido por Adriano Pereira


Postar um comentário